DEPRESSÃO – SUAS CAUSAS E TRATAMENTOS

DEPRESSÃO

Depressão – tem solução

Depressão – tem solução


Depressão é o estado alterado da emoção e ânimo, no qual a pessoa se sente num estado anormal de tristeza, levando a alterações físicas, emocionais e mentais.

Depressão estado alterado das emoções

Depressão estado alterado das emoções

Depressão é um distúrbio comum entre a população  e, portanto, muito bem conhecido.
De 10% a 15% da população sofre de depressão. Das pessoas acometidas por depressão a quantidade de mulheres é 2 vezes maior do que nos  homens.
Transtorno Depressivo intenso está associado com alta mortalidade. Até 15% dos indivíduos com forte depressão morrem por suicídio.
Em média 20% dos indivíduos possuem alguma alteração da saúde. Podemos citar por exemplo, diabetes, infarto do miocárdio, câncer, acidente vascular cerebral. Com isto desenvolvem depressão ao longo do tempo.
O tratamento de alterações da saúde é mais complexo e o prognóstico é menos favorável se houver um transtorno depressivo.
A depressão atrapalha o tratamento de outras doenças, pois o organismo deprimido dificulta sua própria cura.
A depressão pode começar em qualquer idade, porém, estatisticamente tem idade média de aparecimento em torno dos 25 anos.
Alguns episódios de depressão podem se mesclar com períodos de anos sem sintomas. Em muitos casos ocorrem episódios cada vez mais freqüentes com o aumento da idade.
A depressão pós parto é muito comum e acompanha um grande número de novas mães.
Direitos autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho: www.depressao-fibromialgia.com.br


Dr. Gilberto na t.v.


CAUSAS DA DEPRESSÃO

Entre as possíveis causas de depressão estão fatores psico-sociais, genéticos e biológicos.

CAUSA PSICO- SOCIAL DA DEPRESSÃO

 


depressão psico-social

Depressão psico-social

Os episódios de depressão, muitas vezes, surgem após algum evento estressor psicossocial severo, como luto, divórcio ou desemprego.
Estudos sugerem que eventos psicossociais (eventos estressores) podem desempenhar um papel mais importante na precipitação do primeiro ou segundo episódio de transtorno depressivo. Entre esses eventos, podemos encontrar também as mudanças nas condições de trabalho. Como por exemplo o início de um novo tipo de trabalho.
Outros eventos como doença de um ente querido, conflitos familiares graves,  mudanças no círculo de amigos, mudança de cidade,etc também podem desencadear um transtorno depressivo.


 

FATOR GENÉTICO CAUSANDO DEPRESSÃO

Alguns estudos demonstram a hipótese de hereditariedade ter sua importância na causa da depressão.
Filhos de pais deprimidos têm maior risco de desenvolver depressão.


 

FATORES BIOQUÍMICOS CAUSANDO DEPRESSÃO

Não é conhecida exatamente a causa biológica da depressão. Nota-se o desequilíbrio de determinadas substâncias, tais como neurotransmissores e hormônios.
As alterações bioquímicas do cérebro que são observadas na depressão são variadas. E ainda não se tem definido o papel exato.
Genericamente se observa desequilíbrio de certos neuromediadores como serotonina, noradrenalina, dopamina, acetilcolina, e o sistema do ácido gama-aminobutírico.
Direitos autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho: www.depressao-fibromialgia.com.br


 

SINTOMAS QUE ACOMPANHAM A DEPRESSÃO

A depressão tem como característica vários sintomas (o mesmo paciente não apresentará todos esses sintomas):

Depressão – Sintomas

  • Síndrome do pânico;
  •  Transtorno obsessivo compulsivo;
  • Anorexia nervosa;
  • Tristeza, com o humor muito deprimido;
  • Chorar muito ou não conseguir chorar;
  • Dificuldade de concentração nos estudos ou mesmo ao ler uma revista;
  • Sentimento de fracasso;
  • Alterações do apetite, diminuindo ou aumentando;Alterações no sono, o paciente fica totalmente insone ou muito sonolento;

Depressão causando falta de interesse pela vida

  • Perda de interesse pela vida;
  • Sensação de cansaço;
  • Pessimismo;
  • Não conseguir terminar algo que iniciou;
  • Desanimo para as atividades diárias;
  • Ansiedade (impaciência, inquietação) associada ao quadro depressivo;
  • Sensação de opressão no peito;
  • Sensação de desconforto no ritmo cardíaco, sem causa física comprovada pelo cardiologista;
  • Constipação;
  • Dificuldades digestivas;
  • Boca ressecada;
  • Perda da libido (perda do desejo sexual);
  • Cefaleia (dor de cabeça), sem motivo físico;
  • Pensamentos de suicídio (este é o mais perigoso, necessitando de tratamento urgente);
    Raramente ocorrerão todos os sintomas juntos no mesmo paciente. Direitos autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho:  www.depressao-fibromialgia.com.br

 

TRATAMENTO DA DEPRESSÃO 

O tratamento para depressão realizado nesta clínica é totalmente natural. Usamos hipnose e acupuntura (com ou sem agulhas).
Acupuntura, age através do equilíbrio energético no organismo propiciando equilíbrio bioquímico.
A Hipnose atua no sentido de fazer reprogramação do inconsciente do paciente que passa a enxergar de forma diferente o que lhe causava tristeza e desânimo.
A união desses dois procedimentos resulta, progressivamente, na diminuição dos sintomas até o total reequilíbrio emocional do paciente.
O tratamento da depressão pode demorar vários meses até o término total dos sintomas.


 

HIPNOSE CLÍNICA

Com a hipnose podemos interceptar as causas da depressão pela raiz, sem recorrer a medicamentos.

Hipnose

hipnose no tratamento da depressão

As técnicas hipnóticas permitem detectar exatamente as causas da depressão, representado, muitas vezes, por experiências dolorosas e traumáticas no passado.

Estas lembranças ficam encarceradas no inconsciente, causando todos os sintomas dolorosos.

Quando estes traumas do passado ficam livres, através da hipnose, o inconsciente não mais emite os sintomas. Assim sendo o paciente recupera o seu equilíbrio emocional.

A maioria das pessoas quando ouvem sobre hipnose pensam em algo mágico ou “esotérico” e tendem ver essa prática ainda como espetáculo de circo.  A hipnose clínica não tem nenhuma relação com hipnose usada em shows.  É um tratamento sério, com objetivo de resolver os problemas relacionados com a mente do ser humano.

A origem da palavra hipnose ocorreu em 1842. Era usada para fins terapêuticos. Porém sua função ficou deturpada durante muitos anos, sendo usada em shows.

O uso da eletricidade também teve, em seus primórdios, apresentação em shows. Porém, aos poucos, foi sendo usada para a utilidade tão importante que hoje sabemos.

A hipnose está demorando para ser explorada largamente, aproveitando seu potencial de cura, é uma pena. A utilidade terapêutica da hipnose é imensa. No futuro, tenho certeza, será usada mais largamente.

Direitos autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho: www.depressao-fibromialgia.com.br


ACUPUNTURA


Técnica milenar com resultados comprovados em vários artigos científicos.

Acupuntura promove o equilíbrio físico (biológico) e mental. Aumenta a produção de endorfinas, responsáveis pela sensação de bem estar. Ajudando muito no tratamento da depressão.